São Bernardo do Campo – SP publica edital de concurso para Professor




Acaba de ser publicado o edital do tão aguardado concurso público para Professor da Prefeitura de São Bernardo do Campo, Estado de São Paulo. No total, são oferecidas 400 vagas para Professor, sendo 379 oportunidades de ampla concorrência e as 21 restantes reservadas para pessoas com deficiência. O vencimento mensal pode chegar à R$ 2.402,10.

Para concorrer à uma das vagas é necessário ser formação superior e efetuar a inscrição no site do Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM (www.ibamsp-concursos.org.br), no período de 17 março a 03 de a abril de 2014.

A aplicação das provas objetivas está prevista para o dia 27 de Abril de 2014. Está prevista para o dia 17 de Abril de 2014 a divulgação de Edital de convocação contendo a confirmação da data e as informações sobre horários e locais de realização das provas.

Haverá prova de Títulos de caráter classificatório para os candidatos habilitados na prova objetiva. Os títulos deverão ser entregues no período de 02 a 04/04/2014, das 9 às 15 horas no Centro de Formação dos Profissionais da Educação – CENFORPE “RUTH CARDOSO” – Av. D. Jaime de Barros Câmara, 201, Bairro Planalto, São Bernardo do Campo.

Edital Concurso São Bernardo do Campo 2014

ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS:

  • ministrar aulas na educação básica de acordo com as etapas e modalidades de ensino e/ou atuar no atendimento educacional especializado, garantindo no planejamento, a articulação entre Propostas Curriculares, metas da Secretaria, Regimento Escolar e o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar, com base nos princípios e diretrizes para a Educação, exarados na Constituição Federal, Lei de Diretrizes e Bases da Educação e da Secretaria, objetivando constantes avanços da qualidade da Educação Municipal e o sucesso da aprendizagem;
  • assumir seu papel profissional como integrante da equipe escolar, articular paradigmas teóricos à prática docente, resultando em projetos pedagógicos, em conteúdos programáticos, assumidos como projeto coletivo da escola;
  • assumir postura investigadora e reflexiva em sua prática, buscando novos aportes teóricos e metodológicos;
  • identificar e atender às necessidades de seus educandos, articulando seu planejamento às atividades pedagógicas para tal finalidade;
  • efetivar a ação docente, reconhecendo que o processo de aprendizagem transcorre de forma dialógica, intimamente ligada às estratégias didáticas e metodológicas;
  • considerar as peculiaridades de seus educandos e da comunidade da escola onde atua, com o objetivo de integrar construção de conhecimento e necessidades da vida prática;
  • participar do Projeto Político Pedagógico da escola onde atua, propor alterações ou inclusões para a execução dos programas e projetos de ensino, objetivando o melhor desempenho das atividades docentes e discentes;
  • ter atitudes colaborativas como membro da equipe escolar, desenvolvendo pensamento autônomo fundamentado pela ética profissional;
  • incentivar os educandos, através de estratégias pedagógicas que favoreçam o desenvolvimento de seus saberes e competências, da curiosidade, da descoberta e do espírito investigador;
  • planejar e executar sua ação docente, considerando as diferenças no desenvolvimento e no ritmo da aprendizagem dos educandos;
  • acompanhar e orientar os educandos nos procedimentos de sua higiene pessoal;
  • planejar e avaliar os objetivos e atividades concernentes ao desenvolvimento do educando, garantir a continuidade do processo educativo, mediante registros diários e relatórios com periodicidade estabelecida pela Equipe Gestora e pela Secretaria de Educação;
  • participar da elaboração de estudo de caso, fornecendo relatórios dos educandos sempre que solicitado pela Equipe Escolar ou Secretaria de Educação;
  • identificar, elaborar, produzir recursos pedagógicos, de acessibilidade e estratégias considerando as necessidades dos educandos público-alvo da Educação Especial;
  • orientar as famílias sobre os recursos pedagógicos de acessibilidade utilizados pelos educandos público alvo da Educação Especial;
  • encaminhar os dados resultantes dos processos avaliativos e da apuração de assiduidade, referentes aos educandos regularmente matriculados, conforme normas estabelecidas pela Secretaria de Educação;
  • elaborar e aplicar instrumentos de avaliação da aprendizagem para apuração de índices ou indicadores da aprendizagem dos educandos, com vistas à ampliação de saberes e competências, re-planejando ações pedagógicas que potencializem bons resultados;
  • organizar e realizar reunião de pais ou responsáveis, manter permanente contato e dialogando com os mesmos sobre os objetivos do Projeto Político Pedagógico, do seu plano de aula e da aprendizagem dos educandos;
  • zelar pela frequência às aulas, informar os pais ou responsáveis e Equipe Gestora, quando identificado baixo índice de assiduidade dos educandos, efetuar diariamente os devidos registros em seu diário de classe e participar dos Conselhos de ano/ciclo;
  • conhecer o Regimento Escolar e cumprir o que ele estabelece;
  • responsabilizar-se pelo bom uso e conservação do mobiliário, equipamentos, materiais pedagógicos individuais e coletivos, bem como ter atitude colaborativa na organização dos espaços coletivos onde ocorre a ação docente e discente;
  • participar das atividades pedagógicas coletivas de acordo com cronograma estabelecido na Unidade Escolar;
  • realizar horário de trabalho pedagógico de acordo com as normatizações da Secretaria de Educação e indicações da Equipe Gestora;
  • desenvolver, quando designado, atividades educacionais complementares;

Por Marcos Eduardo